30 junho, 2009

Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa! é de colher... — não tem nenhum valor.

Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o "velho amigo", que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.

Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vanidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.

Para viver um grande amor, il faut além de fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito — peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.

É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista — muito mais, muito mais que na modista! — para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...

Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strogonoffs — comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?

Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer "baixo" seu, a amada sente — e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia — para viver um grande amor.

É preciso saber tomar uísque (com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que — que não quer nada com o amor.

Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva oscura e desvairada não se souber achar a bem-amada — para viver um grande amor.

Vinicius de Moraes

Texto extraído do livro "Para Viver Um Grande Amor", José Olympio Editora - Rio de Janeiro, 1984, pág. 130.

12 comentários:

Keffey disse...

Olá, queria agradecer pela visita e pelo comentário no meu blog (como se fossem pétalas). É bem dificil lidar com o amor e se expressar de tal forma que os outros se identifiquem. Todos passam por dificuldades um dia... e aprendemos com isso né =]
Espero que a sua "metamorfose" se conclua e que tudo de certo pra ti :D
E sobre seu post, lindo esse texto de Vinicius de Moraes!

Renata Bertolini disse...

Satine, muito fofo e romântico seu blog!! Obrigada pela visita no meu!!
Bjos,

Renata

Adriano disse...

muito legal seu blog

gerson oliveira disse...

Viníciu de Moraes é fera em tudo. Atualmente tô lendo mais.. :)

nikki disse...

ai que lindooo! *-*
eh otimo entrar em um blog e encontrar um texto desses... faz pensar

http://voltoem5minutos.blogspot.com/

kbritovb disse...

legal o texto até queria ver o resto do livro

cariocax disse...

Lindinho seu blog



BLOG>>>> http://cariocax.blogspot.com/ e

twitter>>>> http://twitter.com/cariocaxblog

Raiana Reis disse...

Oi Satine! Fico feliz por vc ser tocada no meu blog e por vez aqui fico ao ler mais um texto do Vinícius... este soube como ninguém declaram o amor, ainda que eterno por um breve momento!
Abraços e ótimo fim de semana pra vc!

www.tocou.blogspot.com

Pé na Viagem disse...

Amar é olhar para dentro de si mesmo e dizer, eu quero, eu posso, eu vou vencer, eu vou viver, vou superar todos os obstáculos, vou batalhar para fazer meu cônjuge feliz, pois se ele estiver feliz, automaticamente também estarei feliz por estar ao seu lado.
Amar é abrir mão de seus projetos pessoais para fazer projetos com a pessoa amada, é ceder um pouquinho, é dialogar sempre, é compreender sempre, e acima de tudo é amar ao próximo.

Bjs

Dree disse...

Meus parabéns pelo blog, tá LINDO *-* Tudo muito organizade, SOKOKIRE lindo.

Deh ramos disse...

Lindo texto. Como já falei no post acima. vc realmente escreve muito bem. bjão =*

Guilherme disse...

Eu Li