10 julho, 2009

Eduardo & Mônica - a história - parte 2

...

depois do tão inusitado e agradável primeiro beijo, o primeiro toque dos labios afoitos e inseguros, o primeiro fechar dos olhos diante do outro na primeira de muitas viagens que a mente proporcionaria aos dois, nos levando ao universos onde só os amantes podem adentrar comprando passaporte pela bagatela de: um beijo perfeito!!! tudo estava lindo. os sonhos em sentido contrário pareciam desenhar um futuro perfeito sem nos deixar perceber as diferenças ou ainda fazendo com que essas parecessem mero detalhe, na vida que seria perfeita.

mas voltando ao conto de fadas da minha vida real, a mágica e o encanto continuavam. depois do dia 18 de junho (o dia perfeito) continuamos a nos ver, a conversar pela net, por telefone e de todas as outras formas perfeitas. alguns dias depois surge um detalhe, que não era nenhuma surpresa, mas corações apaixonados esquecem certos detalhes, ambos tinham viagens marcadas para curtir o são joão em locais e vibes extremante diferentes. enquanto eu tinha garantido meu " forró do sfrega" (quem já foi sabe...) ele ia para a fazendo do tio numa espécie de retiro espíritual, passando longe de qualquer agito que estado possa proporcionar nesta época. lá estava mais uma vez nossas diferenças, batendo na cara.

antes que ele entrasse no ônibus para uma viagem de 11 horas tomou a atitude mais linda, mas sonhada por nós mulheres, mais corajosa e mais apaixonante que eu jamais poderia imaginar. com um golpe certeiro depois de uns rodeios e uma tentativo frustrada de dizer que na volta me diria algo importante (sou anciosa e curiosa demais pra isso) ele foi curto e grosso.
- vc quer namorar comigo?
-ã? - foi a resposta desajeitada e suspresa de alguém que por dentro gritava - SIMMMMM!!!
nesse momento ficou selado que 18 de junho da do nosso encontro e do nosso beijo, seria pra sempre lembrada (acredite que ele sempre lembrou) como o dia em que começamos a namorar. vc pode se perguntar pq isso, já que o "pedido oficial" so veio depois, mas ele respondeu a isso muito bem com um belo: FOI O DIA EM QUE COMECEI A GOSTAR DE VC! e calou qualquer duvida que eu tivesse.

viajar naquela época foi a sensação mais louca que ja senti um relação a um homem. como podia sentir saudade depois de uma semana do primeiro beijo????? como assim????
como podia eu ter um namorado em tempo recorde? responder eu não sei, só sei que foi maravilhoso. curti muito, bebi muito, dancei muito e ME COMPORTEI MUITO TB!!! rsrsrs

dois dias antes do fim da minha viagem em mais alguns dias antes dele tb voltar a nossa cidade (ele ficaria mais tempo que eu) ele me ligou dizendo que voltaria pra casa, que estava com saudades e que me esperaria chegar.

a vida era tão bela, o amor era tão perfeito, seus braços e abraços tão reconfortantes, seus olhos eram carinhosos, seus beijos alucinantes e o restou (hã hã) tão enlouquecedor...

eu estava viva para o amor como pensei que nunca mais estaria, depois de relações descompromissadas e desvalorizadas por toda vida.

aguardem o próximo capítulo.

19 comentários:

Marton Olympio disse...

Pois é.
Todo mundo tem seu Eduardo ou sua MÔnica não é?

Obrigado pelas palavras gentis no meu blog.
E seja bem-vinda ao meu mundinho

:)

Blog Web Dicas disse...

Parabens pelo blog!
Visita o meu depois
Visitar meu Blog

Angel disse...

Muito bonita sua história, e os opostos se atraem e se complementam, digo isso pois vivo o mesmo que vc com alguém que é o meu oposto e amooo tudo issso..srrsrs

se tiver tempinho dá uma passadinha no meu bloguinho.

http://infonews2012.blogspot.com

blackdiamond70 disse...

Parabens pelo blog ^^ gostei

Keffey disse...

Me adiciona no msn que te ensino: keffey@hotmail.co.jp
O final é assim mesmo, hotmail japonês xD

KGeo disse...

interesante a historia

Camila Penha disse...

LINDA HISTÓRIA!
ADOOREI
OS OPOSTOS SE ATRAEM, MAS UMA PROVA DISSO :D
Eduardo e Monica = Amor perfeito ...

cariocax disse...

Muito boa historia e amor é amor :) S2



BLOG>>>> http://cariocax.blogspot.com/ e

twitter>>>> http://twitter.com/cariocaxblog

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

Deh ramos disse...

Cara, você escreve muito, muito bem. coloca vários detalhes sem tornar a narração cansativa. logo que vi, tomei um susto com o tamanho. mas quando comecei, não consegui parar de ler. parabéns mesmo, querida.
aah, também sou da Bahia ;D 2bjs

http://debie-ramos.blogspot.com/

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Bia,

É desse jeito, quando menos esperamos o amor bate na porta e nos chama para o abraço.

Achei seu blog um encanto, principalmente porque sabe sentir o amor.

Espero não perder contato, viu?

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Pobre esponja disse...

Eduardo e Mônica: os opostos se atraem, enquanto os iguais se distraem.

bjs
Pobre esponja

Guilherme Augusto disse...

Obrigado pelo comentário...
seu blog é muito lindo e acolhedor :)

Marcelo Malta disse...

Toda história de amor, tem um que de emocionante. E essa não se difere das demais.

Hysteria Project disse...

Todo mundo tem seu Eduardo ou sua MÔnica não é? [2]

Concordo kkk

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

O Néctar da Flor oferece um selo DIGA NÃO AO PLÁGIO! Somos originas, porque somos únicos. Cada ser um humano tem uma emoção individual. Por mais que as palavras e os pensamentos sejam parecidos, não temos o direito de pegar algo de alguém e dizer que é nosso. Não podemos trocar palavras e rasurar o sentir do próximo. Encontramos inspiração em alguém, na natureza, na vida, mas não temos o direito de copiar sentimentos. Inspiração é uma coisa, xerocar palavras alheias é outra.



Beijos jogados no ar, sempre!



[para pegar o selo clique na imagem]



-

... disse...

Parabéns pelo excelente blog!
Abraços e bons caminhos.

http://raphaelmuniz.blogspot.com/

. disse...

Muito bom o texto.
parabéns e sucesso!

. disse...

http://arthurmelo92.blogspot.com/